top of page

Dados, conteúdo e adaptação: publicidade no século 21

Com a moderação de Daniel Queiroz (Fenapro), Ana Celina Bueno (Acesso Comunicação), Roberto Grosman (CTO do SBT) e Paulinho Franqueira (ESC da Adobe) compartilham estratégias e dão dicas para se firmar em um setor em constante transformação.



O mercado publicitário enfrenta mudanças incessantes impulsionadas por novas tecnologias, canais emergentes e hábitos de consumo em evolução. Essa dinâmica desafiadora está instigando a indústria a se reinventar e a buscar maneiras de criar um setor forte e independente. O debate "O novo pacto de valor: a agenda da transformação", que integrou a programação da primeira edição regional do CenpHub, teve a missão de responder essa pergunta.


A importância dos dados


Para Ana Celina Bueno, Sócia-Diretora da Acesso Comunicação, é preciso reforçar o lado empresarial da publicidade, acelerando, em especial, dois movimentos: “O uso de dados, tanto internos quanto do mercado. Quem hoje não tem o seu departamento de inteligência, a sua máquina de avaliar, ler e de mensurar, está comprometendo a sua capacidade de persuasão, discussão e argumentação. E o outro ponto é o desenvolvimento de ‘novos dinheiros’. Nós precisamos acabar com a briga de prospectar clientes que já estão sendo atendidos por outra agência. É necessário criar novas parcerias e anunciantes - ir além das marcas consagradas. É nossa responsabilidade fomentar novos negócios.”


O papel do conteúdo


Já Roberto Grosman, Chief Transformation Officer do SBT, destaca como a chegada dos streamings reforçou a importância do conteúdo de qualidade: "Quando muita coisa muda, temos que olhar para o que permanece igual. E o que se manteve foi o consumo de conteúdo de valor.” Na análise de Grosman, a transformação obedece a um ciclo: a tecnologia afeta o consumo, que modifica o contexto, que traz novos desafios e oportunidades. “Nos últimos anos, produções como ‘Carrossel’ e ‘Chiquititas’ ficaram entre as mais assistidas na Netflix, já na Amazon Prime, foi ‘A infância de Romeu e Julieta’, também produção nossa. Ou seja, basta prestar atenção para se posicionar corretamente no mercado e oferecer os melhores serviços para o telespectador,” complementa.


A necessidade de adaptação


O Expert Solutions Consultant da Adobe, Paulinho Franqueira, trouxe uma visão histórica ao painel, lembrando grandes mudanças que o setor já passou desde o início da revolução digital, em 1980. “Vimos o fim do VHS, a chegada do DVD. E vocês lembram por que o Blu-ray não decolou? Porque ao mesmo tempo foi lançado o streaming. Estamos vivendo mudanças o tempo inteiro.” Ao ser perguntado sobre qual deve ser a postura perante o cliente, o executivo responde: “É preciso absorver novas ferramentas e ser sempre honesto sobre os serviços que você oferece. Conforme as tecnologias continuam a evoluir e as expectativas do público se transformam, devemos permanecer ágeis e adaptáveis para ter sucesso.”


O segundo painel do CenpHub Recife trouxe à tona a essência da transformação em curso na indústria da publicidade e do audiovisual. O equilíbrio entre dados e intuição, a adaptação às mudanças tecnológicas e o posicionamento estratégico são elementos cruciais para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades do mundo digital em constante evolução.




Comments


bottom of page