top of page

IAB Brasil é reintegrado ao Cenp após três anos

O Cenp anunciou a reintegração do IAB Brasil ao grupo de entidades mantenedoras do Fórum de Autorregulação Publicitária, ao lado de outras dez entidades que representam os pilares da indústria. O IAB Brasil havia se desligado do Cenp em julho de 2019, após o Conselho ter anunciado a aprovação de uma série de complementações às suas normas – dentre as quais estavam o reconhecimento de novos meios como veículos.


Com isso, cinco categorias da internet (busca, social, vídeo, áudio e display e outros) foram consideradas veículos em uma lista que já contemplava cinema, jornal, revista, televisão aberta e por assinatura, rádio e mídia exterior.


À época, em carta enviada pela então presidente Ana Moisés, o IAB apresentou ressalvas em relação à atualização de recomendações do órgão. “Qualquer posicionamento representando uma visão única e pretensamente homogênea não resume, a nosso ver, a publicidade online. Preocupa-nos que decisões importantes e com impacto para a publicidade digital estejam sendo discutidas com participação limitada desse mercado”, dizia trecho da comunicação.


Mas agora, com esse retorno formalizado, o IAB Brasil poderá indicar os integrantes da entidade que participarão do Conselho Superior da entidade, Comitês e Grupos de Trabalho bem como a definição das pautas de interesse comum que começarão logo no início de 2023.


Presidente do Cenp, Luiz Lara diz que o retorno do IAB é um movimento que está em sinergia com a atual configuração do setor. “A volta do IAB é um marco e uma conquista do Novo Cenp. Se somos – na acepção da palavra – um centro de discussões sobre o futuro da publicidade, temos que contar com os elos digitais, fundamentais para marcas e consumidores", afirmou.


As mudanças no estatuto do 'novo Cenp', que passou a focar também na representatividade de todos os pilares do mercado publicitário, foram consideradas essenciais para garantir o retorno do IAB à entidade.


“A volta ao centro de discussões é reflexo de um trabalho realizado pela nova gestão para a alteração de sua governança e estrutura. Agora temos 25% (oito das 32 cadeiras) da participação no Conselho e colocaremos as pautas relevantes para o digital”, disse Cris Camargo, presidente-executiva do IAB.


(Crédito: Benjamin Child on Unsplash)


Comments


bottom of page