top of page

UM ANO PARA CELEBRAR 

2023 foi extremamente relevante para o Cenp. Foi o ano de comemoração de 25 anos de sua fundação e de consolidação de sua nova proposta de valor para o mercado publicitário: mais plural, aberto e conectado com as transformações da nossa indústria.

 

Conseguimos, neste ano, reunir dentro do Fórum todos os grandes protagonistas dessa indústria, materializar essa agenda agregadora com o retorno da ABA ao nosso rol de entidades mantenedoras. Formamos um novo Conselho Superior, que ganhou uma nova configuração com muito mais equidade e oito representantes de cada pilar de nosso ecossistema: anunciantes, agências de publicidade, elos digitais e veículos de comunicação.

 

Trabalhamos muito para nos reconectar com o mercado. A realização do CenpHub, em São Paulo, em março, e em Recife, em setembro, foi um exemplo prático dessa nova sinergia, ao reunir lideranças do nosso ecossistema promover uma grande reflexão sobre impacto e valor da publicidade, os desafios de trabalhar em um cenário multiplataforma, a profusão de dados e o seu papel para inclusão social.

 

E a necessidade de compreensão da dinâmica desse setor também nos impulsionou a rodar o Brasil. Visitamos diversos mercados – Belém, Porto Alegre, Fortaleza, Belo Horizonte, Campo Grande, Florianópolis, Aracaju, Vitória e Rio de Janeiro fazendo jus à capilaridade da nossa indústria e dessa forma pudemos ver, in loco, sua dinâmica, particularidades e constatar a relevância dos agentes regionais. Nesse sentido, promovemos a primeira edição do CenpTalks com a divulgação do estudo “Sotaques do Brasil”, produzido em parceria com Kantar, sobre o consumo de mídia em diferentes estados do país.

 

Ao longo de 2023, vimos um mercado resiliente diante dos desafios de uma nova política econômica e empenhado no seu desenvolvimento. As agências brasileiras seguem entre as mais criativas do mundo, condição sine qua non para essa indústria; somente no Festival de Cannes foram 92 leões. As plataformas digitais mantiveram sua força, e os veículos se reinventaram, diariamente, com novos formatos de conexão com os consumidores. As marcas seguiram mantendo os investimentos. O Cenp-Meios apontou um crescimento em mídia na casa dos 10%, até setembro, e foi importante constatar que, embora estável, essa evolução, de fato, aconteceu.

 

Adotamos premissas bem claras em sinergia com a nova agenda do mercado, reconhecemos a sofisticação da mídia por meio da tecnologia, valorizamos os novos modelos de negócios mais híbridos, a multiplicidade de players, tão estratégicos dentro da nova lógica de fragmentação de canais.

 

Toda essa transformação interna do Cenp é reflexo do que acontece, sistematicamente, com nossa indústria, e a rapidez dessa engrenagem nos fez perceber que parte dos profissionais e agentes atuantes neste negócio tem pouca clareza sobre o amplo escopo de trabalho e detalhes do nosso dia a dia.  

 

Foi a partir do reconhecimento dessa vulnerabilidade, que a AlmapBBDO, nossa agência desde o começo de 2023, criou a campanha “Parabéns”, que instiga, com bom humor, o conhecimento sobre o que a entidade realiza. O conceito “Cenp. Há 25 anos fazendo coisas que você nem imagina pelo mercado publicitário” sintetiza esse cenário.  

 

Tivemos um ano desafiador diante das rápidas mudanças com que nos deparamos. Contudo, um período muito positivo frente às realizações concretas dessa nova agenda do Cenp.

 

Que venham os próximos 25 anos e que em 2024 essa jornada de transformação continue e consigamos estar à altura dessa prazerosa responsabilidade de trabalhar em prol do desenvolvimento do mercado publicitário.

 

Regina Augusto, Diretora Executiva do Cenp

Comments


bottom of page