top of page

Cenp-Meios registra crescimento de 10% no primeiro semestre

Monitoramento, que contou com a participação de 319 agências, aponta que investimentos em publicidade alcançaram a quantia de R$ 9,14 bilhões nos primeiros seis meses do ano


O Cenp-Meios registrou, no primeiro semestre de 2023, uma movimentação de R$ 9,14 bilhões em termos de investimento em mídia.

Os dados, divulgados nessa quarta-feira, 30, apontam um crescimento de 10% na comparação com os primeiros seis meses de 2022.

O mercado já vinha dando sinais de crescimento no relatório trimestral do Cenp-Meios, divulgado no último mês de julho. Nos meses de janeiro, fevereiro e março, o monitoramento já havia contabilizado o total de R$ 3,7 bilhões em compra de mídia no território brasileiro.


Esses dados mais recentes do Cenp-Meios foram construídos com base em informações fornecidas por 319 agências de publicidade. A amostra é um pouco maior do que a do primeiro trimestre de 2022, cujo painel contou com a participação de 309 agências.

Em comunicado, o presidente do Conselho do Cenp, Luiz Lara, analisa que o primeiro semestre mostrou melhorias por parte do mercado e que a expectativa é de que o segundo semestre seja ainda melhor, por conta de movimentações de datas como Black Friday, Dia das Crianças e Natal.


Internet cresce em valores e share


Assim como nos mais recentes painéis do Cenp-Meios, o destaque, entre o desempenho dos meios, ficou com a Internet.

Nos primeiros seis meses deste ano, o meio movimentou R$ 3,370 bilhões em compra de mídia, o que representa um crescimento de 30% na comparação com o primeiro semestre do ano passado.

Em termos de share, a Internet também teve crescimento considerável, passando de 31% no primeiro semestre de 2022 para 36,9% nos primeiros seis meses deste ano.

Já em comparação com o relatório anual do Cenp-Meios, referente a todo o ano de 2022, o share de internet teve pouca variação, já que o meio encerrou o ano passado detendo 35,7% do bolo publicitário.


TV aberta, OOH e outros meios


A Televisão Aberta movimentou, nos primeiros seis meses do ano, R$ 3,933 bilhões em compra de mídia, ficando com 43% de share, uma participação um pouco maior em comparação com os resultados gerais de 2022.

No primeiro semestre do ano passado o meio havia registrado participação de 46,1% no bolo publicitário. Já no consolidado do ano de 2022, a TV aberta ficou com 41,7% de participação, a menor já registrada pelo meio desde o início do monitoramento pelo Cenp-Meios.


Já o Out-Of-Home registrou nos primeiros seis meses do ano uma movimentação de R$ 844,4 bilhões em compra de mídia, o que lhe confere share de 9,2%.

A participação é um pouco inferir à registrada no primeiro semestre de 2022 (quando o OOH alcançou share de 10,7%) e à do consolidado de 2022, quando o meio ficou com 10,2% da fatia do bolo publicitário.

No semestre, a TV por Assinatura ficou com share de 5%; Rádio com 4%; Jornal angariou 1,4%; Revistas ficaram com 0,3% e Cinemas com 0,2%. 


コメント


bottom of page